Categoria: Textos

📝 O posicionamento na fase defensiva (Cruzamentos) – Fernando Ferreira

O Posicionamento do GR – Uma proposta Momento específico do jogo – Fase defensiva: Cruzamentos – por Fernando Ferreira (fonte: ver aqui) Em video também: Cantos Estavas à espera do video que acompanha o artigo 9 de Fernando Ferreira?Aqui está ele!!!!Não deixes de ler o artigo com o titulo:O posicionamento do GR – Uma ofertaMomentos específicos do jogo – Fase defensivaCantosWere you waiting for the video that accompanies the article 9 of Fernando Ferreira?Here it is!!!Don't forget to read the article with the title:The positioning of the GK – An offerSpecific moments of the game – Defensive phaseCorners Publicado...

Read More

Pensar o jogo: o que envolve a tomada de decisão?

A evolução do futebol moderno tem proporcionado a diferentes agentes do treino ricas reflexões sobre o futebol pensado. A frase “os que pensam que o futebol se joga com os pés são os mesmos que pensam que o xadrez se joga com as mãos” aplica-se na perfeição. Contudo, é bem mais complexa quando entramos no campo da tomada de decisão e como o cérebro é realmente usado, e sobretudo moldado num jogo cujas velocidades de decisão e execução continuam a aumentar.   PRINCÍPIOS BASE: Antes de qualquer desenvolvimento, existe um princípio transversal, que é o da singularidade. Cada atleta...

Read More

“O posicionamento do GR – Fase defensiva” – Fernando Ferreira

“O POSICIONAMENTO DO GR – UMA PROPOSTA MOMENTOS ESPECÍFICOS DE JOGO – FASE DEFENSIVA DEFESA DA BALIZA” (Via: Goalkeeping International Congress Portugal ) E anexado o video sobre a temática escrita: Fernando Ferreira Aqui está o video que acompanha o 8º artigo da autoria de Fernando Ferreira, desta vez com o título:"O POSICIONAMENTO DO GR – UMA PROPOSTAMOMENTOS ESPECÍFICOS DE JOGO – FASE DEFENSIVADEFESA DA BALIZA"Não deixes de ler o artigo escrito.Here's the video that accompanies the 8th article by Fernando Ferreira, this time with the title:"The Goalkeeper Positioning – A ProposalSpecific Moments of Game – Defensive PhaseGoal Defense"By all means,...

Read More

“Este guarda-redes é invencível” – é isto que o meu adversário tem de pensar de mim.

“Este guarda-redes é invencível” – é isto que o meu adversário tem de pensar a cada segundo e minuto de jogo. E até fora do jogo, num simples aquecimento para o mesmo ou na entrada para o relvado. A percepção e interpretação mental, dos nossos companheiros de equipa ou adversários, é essencial para nos guiar a uma acção adaptada ao contexto (neste caso por mera interpretação humana). Os nossos comportamentos variam se tivermos (ou não) confiança nos nossos colegas e se tivermos receio (ou não) dos nossos adversários. E este pensamento aplica-se ao avançado que se prepara todos os...

Read More

Treino de Guarda-Redes: feminino e masculino, que diferenças?

Treino de Guarda-Redes: feminino e masculino, que diferenças? Num momento em que o futebol feminino acumula gradualmente uma maior visibilidade e notoriedade no panorama desportivo português, importa rever e actualizar aquelas que são as exigências crescentes ao nível do processo de treino e desenvolvimento multilateral das jogadoras. Mais do que a construção de um processo colectivo coeso e sólido, o desenvolvimento individual da jogadora continua a apresentar-se como decisivo, através da transmissão de ferramentas que a façam evoluir técnica, táctica, física e psicologicamente. A especificidade da posição de Guarda-Redes é sobejamente conhecida e admirada por todos nós que vivemos...

Read More

Artigo: Prioridades do treino de Guarda-Redes

O treino de Guarda-Redes Acredito que o principal objetivo do treino de guarda-redes é preparar o atleta para reagir no menor tempo possível e com a maior eficácia aos diversos estímulos que o jogo proporciona, seja a resposta a um remate, uma simples reposição de bola ou até, a defesa de um penálti. Pois no futebol há muitas variáveis que não controlamos, mas temos de ser capazes de tornar o guarda-redes, de em situação de jogo, ser a principal figura a nível defensivo e no primeiro jogador a contribuir para a equipa estar mais perto de marcar golo, porque...

Read More

Entender a liberdade com cautela. Ninguém destrói o que ajuda a destruir.

Liberdade sim. Mas com limite e precaução. E para isso é preciso entender. É importante que, independentemente da experiência do guardião, que seja bem comunicada a intenção e mais valia do processo que se quer implementar de “sair a jogar curto desde trás”. E essa mensagem tem de ser bem coordenada entre o treinador principal e treinador de guarda-redes para chegar na proporção certa ao jogador. Os jogadores muitas vezes, quando não percebem o objectivo de tal processo, questionam-se do seu propósito e a motivação para o executar é menor. E isso pode ser uma forte condicionante a uma...

Read More

Aquecimento para a competição

Antes de um jogo, o Guarda-Redes deve ter ligeiramente mais de 30 minutos para realizar um aquecimento que o irá prepara para intervir posteriormente. Enquanto, os jogadores de campo entram ligeiramente mais tarde, o guarda-redes realizará múltiplos exercícios curtos e intensos, como as ações em jogo, o que faz com que este despenda mais tempo para ativar. “Sob aquecimento entende-se todas as medidas, que antes de uma carga desportiva – seja para treino ou competição – servem para a preparação de um estado físico, psicológico e coordenativo-cinestésico ideal, assim como para a profilaxia de lesões” (WEINECK, 1991, p. 434)....

Read More

Etapas da formação do Guarda-Redes

Não só nos Guarda-redes, como em outras posições existem diversas etapas que vão variando consoante o escalão etário. Ao raciocinarmos e em jeito de cultura geral, podemos perceber que um treino para um sub 19 nunca poderá ser igual para um sub 13 por exemplo, existe uma variabilidade de aspetos que irão ser trabalhados nos sub 19 que não se irá adequar a uma criança de 13 anos. Para Voser et al. (2006) nas primeiras fases de aprendizagem, devem-se construir progressões que respeitem as características biopsicossociais das crianças e que promovam o desenvolvimento da criatividade, principalmente porque é sabido...

Read More

O par de luvas a mais (parte II)

Continuação do artigo “O par de luvas a mais (parte I)”  – ver aqui  Outra vertente que cada vez mais assombra colegas que estão num patamar de rendimento , nomeadamente a nível senior, acontece por vezes trabalhar com atletas de diferentes idades e em diferentes fases das suas carreiras. É ai que somos postos a prova e temos um trabalho difícil mas muito gratificante. A motivação intrínseca eleva nos na busca do detalhe.   ”  Procurar e estudar o detalhe” Pedro Santos ( FC Barreirense) É de facto no detalhe que nós marcamos a diferença. É de facto que...

Read More