Categoria: Artigos

Ter-Stegen será, actualmente, o melhor do mundo? (video)

É algo que deixa a pensar principalmente com a ausência de Manuel Neuer e estar “mais aberta” a luta pelo posto de melhor guarda-redes do mundo, apesar de ser uma questão/discussão amplamente subjectiva. Buffon foi eleito o melhor do mundo na época passada (ver aqui) e agora? Contudo, a evolução de Ter-Stegen tem sido por demais evidente em todos os contextos de jogo. Onde ele era mais fragilizado era na questão mental e nessa tem sofrido alterações no seu comportamento. Mais estável, concentrado, faz todo o pormenor valer a pena no desempenho final. Prova disso, é este jogo desta...

Read More

Artigo: Prioridades do treino de Guarda-Redes

O treino de Guarda-Redes Acredito que o principal objetivo do treino de guarda-redes é preparar o atleta para reagir no menor tempo possível e com a maior eficácia aos diversos estímulos que o jogo proporciona, seja a resposta a um remate, uma simples reposição de bola ou até, a defesa de um penálti. Pois no futebol há muitas variáveis que não controlamos, mas temos de ser capazes de tornar o guarda-redes, de em situação de jogo, ser a principal figura a nível defensivo e no primeiro jogador a contribuir para a equipa estar mais perto de marcar golo, porque...

Read More

De um português para um belga. O que muda para a imprensa nacional?

Esta jornada europeia foi pródiga em surpresas (nas titularidades de Porto e Benfica) por José Sá e Svilar respectivamente. E ambas tiveram curiosidades: sofreram golos com erros próprios. Mas, contudo, o julgamento pela imprensa nacional foi díspar. E estas imagens são elucidativas: Duas capas do Record… duas abordagens distintas em apenas dois dias. Apesar da palavra usada ser a mesma, o vulgo “Frango”, o tamanho da letra é pertinente salientar e até as imagens escolhidas. Dum lado surge sozinho José Sá como foco de uma derrota e do outro surge um “triste” Svilar que está a ser acarinhado por...

Read More

Svilar: Dentro da instabilidade mostrada… que haja algo coerente

Os problemas na baliza encarnada, após Ederson, têm sido por demais evidentes. Desde a demora em contratar alguém para “número 1” – pelo que apontava a imprensa com múltiplos nomes a serem atirados para praça pública -, a aposta curta em Bruno Varela que só durou até ao primeiro grande erro, as lesões de Júlio César que (até ver) está em condições, à contratação de Vlachodimos (que chega em Janeiro) e agora à titularidade de Svilar que pelo que se diz nas redes sociais, já resolveu todos os problemas. Não resolveu… mas pode ajudar. Para o jogo desta noite,...

Read More

A importância do estudo dos penaltis aliados à confiança. Ederson Moraes.

Ontem Ederson Moraes defendeu uma grande penalidade que se revelou decisiva para o desfecho do encontro que ditou a vitória do Manchester City por 2-1 frente ao Napoli na 3ºjornada da Champions. E este lance revelou duas coisas: O estudo de Ederson do batedor contrário (neste caso Mertens) e também a sua extrema confiança (demonstrada em todo o jogo, no passe, temporização, controlo da área…) e que neste caso não foi excepção. O estudo… Deixamos um quadro com as últimas 4 grandes penalidades batidas por Mertens (desde Setembro deste ano). A verde os golos, a vermelho o penalty falhado...

Read More

Análise: Rui Patrício no “Clássico” (video)

Ainda sobre Rui Patrício e uma “aula dada no Clássico” contra o FC Porto.  O Sporting CP recebeu os “dragões” num jogo que terminou 0-0 e onde o jogador do encontro foi Rui Patrício. Não defendia tanto (em quantidade) na liga portuguesa desde 2013 e evitou males maiores neste encontro. Estas foram algumas das defesas de destaque no encontro (ver aqui) mas resta fazer uma melhor análise… Retirar profundidade em remates de longa distância. Ligeiramente subido quando não há perspectiva de remate, acompanhando o lance. Mas recua imediatamente para perto da linha de golo quando há remate exterior. As...

Read More

Entender a liberdade com cautela. Ninguém destrói o que ajuda a destruir.

Liberdade sim. Mas com limite e precaução. E para isso é preciso entender. É importante que, independentemente da experiência do guardião, que seja bem comunicada a intenção e mais valia do processo que se quer implementar de “sair a jogar curto desde trás”. E essa mensagem tem de ser bem coordenada entre o treinador principal e treinador de guarda-redes para chegar na proporção certa ao jogador. Os jogadores muitas vezes, quando não percebem o objectivo de tal processo, questionam-se do seu propósito e a motivação para o executar é menor. E isso pode ser uma forte condicionante a uma...

Read More

Jogar no guarda-redes sem consequências positivas. Benfica em Basel (video)

Jogar no guarda-redes sem consequências positivas. Benfica em Basel. O SL Benfica apresentou-se de forma desinspirada em Basileia. Além da derrota por 5-0 na Champions contra o campeão suiço, não conseguiram ter ousadia de progressão no terreno. E essa dificuldade começou desde trás. Se havia situação que era bem controlada pela equipa “encarnada” na época passada, era o jogo recuado de Ederson que tanto jogava curto e oferecia soluções mais baixas aos defesas e médios, como também disparava longo e forte para a equipa buscar a bola na cabeça e ganhar a segunda bola. E essa capacidade obrigava as...

Read More

Passar da confiança à arrogância. Mile Svilar.

Na vida, há características que devemos ter para nos impormos. Se não vai lá com a qualidade intrínseca, têm de sobressair as capacidades psicológicas e os pequenos pormenores podem fazer a diferença. Contudo, algo necessário e crucial para isto em juvenis, não é tão bem aceite no futebol profissional. E para isso temos de falar de Svilar… Têm vindo a público – sendo que, é preciso fazer um aviso prévio, que as palavras ditas podem ser ainda vítimas de contraditório – o “mau feitio” do jovem Svilar, recém reforço do SL Benfica. Isto porque o director desportivo do Anderlecht...

Read More

O par de Luvas a mais: A Saudade.

Hoje sem mais demoras, regresso ao panorama literário sobre um mundo cuja minha identidade é de notória igualdade com o meu carácter e maneira de estar. Apresento-me apenas mais pobre. Apresento-me sem treino. Não podemos imaginar o quanto isso custa e somos apenas meros treinadores neste momento. Temos de pensar na ‘’big picture’’ temos de perceber que enquanto treinadores duramos 30/40 anos no activo ou até mais mas enquanto jogadores a decisão de parar de jogar ou até mesmo o inferno do fim de contrato e do arranjar um novo clube pode ser um desgaste mental enormíssimo. E é...

Read More