Autor: Miguel Menezes

Guarda-Redes: Não ser o Número 1

(Artigo Original – Futebol Apoiado – http://futebolapoiado.blogspot.pt/2017/03/guarda-redes-nao-ser-o-numero-1.html) Ao contrário dos jogadores de campo que podem muitas vezes fazer mais do que uma posição, e se não jogarem a titulares podem entrar no decurso do jogo, o caso do Guarda-Redes é muito mais peculiar e de difícil gestão. Só joga um, faz o jogo todo (se não houver lesão ou expulsão) e costuma-se dizer que está por entre a espinha dorsal de qualquer equipa, portanto, alterar de jogo para jogo não costuma ser opção (pelas dinâmicas, confiança, etc.). Hoje o meu texto é para os que não são opção. Qual o...

Read More

Guarda-Redes: 1 erro e 2 defesas

(Artigo Original – Futebol Apoiado – http://futebolapoiado.blogspot.pt/2017/03/guarda-redes-1-erro-e-2-defesas.html) A maneira como observamos e analisamos determinados aspectos do nosso quotidiano é fortemente influenciado pelas nossas experiências, pelos pré-conceitos e pela opinião de pessoas/entidades às quais damos algum crédito (por exemplo, os Media). A posição de Guarda-Redes dentro do mundo do Futebol é muito específica, ou seja, muitas das pessoas não têm noção de toda a sua envolvência e complexidade, existindo normalmente um grande pré-conceito ao debruçarem-se numa análise sobre o Guarda-Redes. Avaliam o Guarda-Redes pelos seus erros, muitas vezes enfatizados pelos Media, ao contrário do que deveria ser valorizado: as defesas. Como...

Read More

Guarda-Redes, o quê? Mas estás maluco?

(Artigo Original – Futebol Apoiado – http://futebolapoiado.blogspot.pt/2017/03/guarda-redes-o-que-mas-estas-maluco.html) Nos dias de hoje cada vez mais cedo as crianças começam a praticar Futebol e daí advêm problemas como a especialização precoce, caso o processo não seja bem conduzido e acompanhado. Sou da opinião que as crianças, pelo menos até aos 10 anos, devem experienciar várias modalidades (tanto individuais como colectivas) para a construção de uma motricidade base. Esse vasto leque de experiências vai ser muito benéfico e ter grande impacto no futuro da criança, seja qual for a modalidade que a criança venha a escolher como principal (a criança, não os pais!)....

Read More

Podemos falar numa Identidade para o Guarda-Redes português?

(Artigo Original – Futebol Apoiado – http://futebolapoiado.blogspot.pt/2017/03/podemos-falar-numa-identidade-para-o.html) Um tema que me tem intrigado é este sobre a existência (ou não) de uma identidade ou de um estilo para o Guarda-Redes português. É importante começar por referir que, se falamos de uma identidade, estamos obrigatoriamente a falar da Formação do Guarda-Redes e, por sua vez, do seu treino. Ou seja, questão torna-se mais abrangente, visto que para haver uma identidade temos de enumerar outros “valores” nesta equação: os Treinadores e a Federação Portuguesa de Futebol. Que, em abono da verdade, são os responsáveis pela Formação dos Guarda-Redes em Portugal. Actualmente ouvimos...

Read More

Mudar mentalidades: A aposta no jovem Guarda-Redes Português

(Artigo Original – Futebol Apoiado – http://futebolapoiado.blogspot.pt/2017/02/mudar-mentalidades-aposta-no-jovem.html) Sou defensor de uma lógica de aprendizagem através do jogo, para o qual se deve trabalhar e através do qual advirá grande parte da evolução de um Guarda-Redes, mesmo tendo em conta toda a especificidade inerente à posição (não descartando nunca toda a importância do trabalho técnico, etc.). Tendo em conta o caminho normal da aprendizagem nem tudo será perfeito, irão existir erros, mas deverá existir também espaço para errar, pois o Guarda-Redes não é diferente de um jogador de campo nesse aspecto. Para existir uma aposta clara no jovem Guarda-Redes português temos...

Read More

A estatura do Guarda-Redes é um factor determinante para se ser profissional?

(Artigo Original – Futebol Apoiado – https://futebolapoiado.blogspot.pt/2017/02/a-estatura-do-guarda-redes-e-um-factor.html) Qual a semelhança entre os Guarda-Redes presentes nestas imagens? Todos medem menos de 185cm, encontram-se no activo, têm mais de 30 anos de idade e passaram ou ainda se encontram a jogar nos chamados “clubes grandes”. Antes de iniciar a minha pesquisa para este texto tinha uma ideia quanto ao que queria escrever, mas não sabia onde isso poder-me-ia levar. A minha premissa inicial foi: ter mais do que 185cm é requisito para se ser Guarda-Redes profissional, a um nível elevado? Este valor é referência usual nas escolas de Guarda-Redes, tanto portuguesas como...

Read More

Treinador de Guarda-Redes: duque ou ás de trunfo?

(Artigo original – Futebol Apoiado – http://futebolapoiado.blogspot.pt/2017/02/treinador-de-guarda-redes-duque-ou-as.html) É importante iniciar este texto esclarecendo que o Treinador de Guarda-Redes (TGR) é, antes de mais, um Treinador que é “somente” responsável pelos Guarda-Redes. Enquadra-se dentro de uma Equipa Técnica com outros elementos onde quem toma as decisões é o Líder – Treinador Principal. A meu ver podemos analisar o TGR de duas formas: como um duque (apenas mais uma “carta do baralho”) ou como um ás de trunfo. E para que percebam esta minha análise, passo a explicar esta minha visão… Mais uma “carta do baralho”: neste caso o TGR é visto...

Read More

A evolução do Guarda-Redes no futebol

(Artigo Original – Futebol Apoiado – https://futebolapoiado.blogspot.pt/2017/02/a-evolucao-do-gr-no-futebol.html) Desde a criação do Futebol até à maneira como o conhecemos nos dias de hoje, o guarda-redes (GR) sempre foi uma peça vital no jogo. Com a evolução do Futebol, das regras e do treino, o GR evoluiu nas suas ações e na maneira como interage com os outros elementos do jogo (colegas, adversários, bola, etc).        As mudanças mais drásticas decorreram da alteração das regras, tanto da regra dos 3 passos com a bola na mão como a de não permitir que se agarrasse a bola aquando de um atraso....

Read More