A perfeição da exibição daquele que nunca esteve “acabado” – Claudio Bravo contra o Liverpool na Supertaça Inglesa

No Liverpool 1-1 Manchester City para a Supertaça Inglesa, Claudio Bravo foi o dono da baliza dos “citizens” e foi mesmo decisivo para a conquista da competição. Foi herói nos penaltis (defendendo um) mas, durante a partida, foi garantido parte da construção desde trás com qualidade e também com grandes defesas.

Eis alguns dados interessantes da sua exibição e depois alguns dos melhores momentos em vídeo, das defesas e na distribuição de jogo com os pés.

Na imagem abaixo de salientar os 71 toques na bola, 40 passes concretizados num total de 53, 7 defesas mas, principalmente, vejam o mapa das suas zonas percorridas… em que muito espaço ocupado/tempo foi fora da área na zona central. 

Imagem SofaScore

As defesas:

Saber quando deve aproximar ou reduzir, quando deve ajustar e para onde o deve fazer e com o corpo sempre equilibrado. Uma exibição incrível também no pormenor.

Nos primeiros 5 minutos de jogo, esta capacidade desde cedo de assumir e ter qualidade no passe. A curta e média distância:

A saber quando deve temporizar ou acelerar, qualidade no apoio e na cobertura, sempre disponível para jogar e a liderar a construção por si. Ele é que ditava os tempos de jogo da equipa.

No Twitter:

Facebook Comments