Futsal: Quem tem Guitta… tem quase tudo. E o Sporting é, assim, campeão europeu!

Se no jogo das meias finais, na vitória do Sporting por 5-3, Guitta já tinha sido um dos grandes destaques… hoje, no jogo que consagrou com clube português como campeão europeu numa vitória contra o Kairat – equipa da casa e com o melhor guardião do mundo, Higuita – por 2-1… fez o impossível!

Dentro dos postes fez quase tudo bem. Só não defendeu um lance impossível. Imaculada exibição daquele que se candidata, já esta época, a assumir o posto de melhor guardião do mundo com esta conquista histórica para si, individualmente, mas também para o clube, depois de já ter perdido 3 finais… duas delas nos anos anteriores a esta conquista de hoje.

Uma exibição incrível e em que o auge, já no desespero de segurar a vantagem mínima, evita um golo contra o guarda-redes avançado contrário, numa defesa que o define – rápido, ágil, corajoso. E como essa, durante a partida, fez muitas. Um guardião que deu a estabilidade na baliza que o clube precisava nesta tarde, apesar de menos assertivo com os pés hoje, por mérito do adversário. Fica a exibição quase imaculada dentro dos postes onde foi herói e merece esta conquista, tal como o clube que representa.

Um dia histórico para o clube mas também para o futsal português. Um ano depois de Portugal ser campeão europeu ao nível das selecções, surge a segunda conquista europeia de clubes, depois de Benfica já ter conquistado a competição há 10 anos atrás.

Que nível nas balizas esta tarde entre Higuita e Guitta. Saiu o guardião brasileiro do Sporting CP com a taça nas mãos. Que jogo!

E há 2 dias atrás…

Facebook Comments