Pedrag Rajkovic: 23 anos e com quase 200 jogos em Israel… para quando o salto?

Este não é um Olheiro UB como os outros, porque é um guarda-redes com renome apesar de não estar ainda a cumprir com os desígnios que muitos lhe atribuem desde os seu 18/19 anos de idade. É mais uma lembrança que tem um talento fora do normal e que, desportivamente, ainda não está no local ideal em visibilidade e notoriedade para o mostrar.

É um dos guardiões mais promissores a nível mundial que, a cada época que passa distante da alta roda do futebol europeu, está a perder o tempo de dar o salto para os patamares que merecia pelo talento que tem nas balizas. Pedrag Rajkovic, aos 23 anos de idade, tem mais de 200 jogos como profissional – entre Jagodina, onde se formou, Estrela Vermelha (duas vezes campeão sérvio), e Maccabi Tel-Aviv, Israel. Além deste percurso, aos 20 anos de idade já tinha ajudado – e muito – a conquistar o Europeu sub19 (2014) e Mundial sub20 (2015), na mesma geração sérvia, onde militavam por exemplo Zivkovic (Benfica) e Milinkovic Savic (Lazio). Em ambas as competições foi eleito o melhor guarda-redes da competição.

Por estes motivos, muito se pensou que a seguir a conquistar a sua segunda competição internacional jovem de selecções em 2015 que podia dar o salto… mas acabou em Israel.

O curioso é que, após 4 épocas, continua a ter grandes desempenhos individuais, aufere um dos maiores salários da liga… e continua sem ganhar o campeonato no Israel. Esta época, na fase regular (existe um playoff final com 6 equipas) está na liderança com 13 pontos de avanço do 2o lugar com a melhor defesa da competição (7 sofridos em 15 jogos disputados). Dados incríveis… e as defesas que tem feito esta temporada são dignas de salientar, como podem ver de seguida:

As questões que muitos se colocam é da razão de ainda permanecer em Israel, ele que ainda tem 23 anos de idade, mais de 200 jogos como profissional e uma carreira ainda longa e promissora pela frente. O salário alto impede, certamente, muitos clubes de o contratarem. Mas há momentos na carreira de alguém tão jovem que, a visibilidade que teria noutro lugar, justificaria a mudança de país/liga.

E de salientar que ele é o actual titular da baliza sérvia, ganhando o posto após o legado de Stojkovic a Dmitrovic, aproveitando a sua lesão para se cimentar e ser referência no êxito na recente Liga das Nações. Já conta com 11 internacionalizações e continua a ser um nome para se ter na lista no topo de preferências para a contratação de guarda-redes, com qualidade e jovens. Ainda vai bem a tempo de chegar ao topo… mas, estará com essa vontade? As próximas opções na sua carreira desportiva poderão ditar muito do correr do seu percurso que continua com potencial de excelência.

Um guarda-redes de enorme perfil, morfológico e psicológico, que tem a devida maturidade no cálculo de todas as suas acções em campo. Boa tomada de decisão, desde a interpretação do momento/contexto à execução. Bastante sereno e frio, tem uma amplitude de movimentos e de técnicas para todos os contextos de jogo que o fazem ter um rendimento superlativo para a dimensão do seu campeonato.

 

Por Gonçalo Xavier, A Última Barreira 

(Carregar na imagem para ver o website e a sua oferta, entre luvas, equipamentos, materiais de treino)

Resultado de imagem para patreon logo

SUPORTAR A COMUNIDADE UB A MANTER-SE ACTIVA:

Ajudem A Última Barreira em “Patreon” com apenas 1 euros, e damos conteúdos exclusivos e personalizados à tua imagem/pedido.(clicar no link) e podem sempre enviar-nos email para ultimaabarreira@hotmail.com

PODEM OUVIR O TERCEIRO PODCAST UB, COM RUI TAVARES, AQUI: (OUVIR AQUI)

SIGAM-NOS NAS REDES SOCIAIS (CLICAR NAS IMAGENS):

Resultado de imagem para youtube logoResultado de imagem para facebook logoResultado de imagem para twitter logoResultado de imagem para instagram logo

 

Facebook Comments