#24 Luiz Philippe – O gigante brasileiro que está a ser maturado no frio ucraniano do Zorya

Tem 21 anos de idade, 1.97m, tem formação no Internacional de Porto Alegre e é brasileiro, estando na Ucrânia desde o ano passado. Foi o escolhido para ser o sucessor de Lunin, que saiu por 8M para o Real Madrid, e o clube ucraniano mantém a linhagem de guardiões jovens para serem potenciados. Com valor de mercado definido em meio milhão de euros, tem sido figura no clube apesar das normais adaptações à Europa, principalmente num país com um clima adverso.

Já jogou na Europa, é titular da equipa também na liga e pertence à melhor defesa da liga depois de Shakthar e Kiev, com uma média de golos sofridos por jogo abaixo do 1 golo. Um registo já por si digno, de uma equipa que se encontra na 4a posição em zona europeia (novamente). De salientar que ele jogou contra o Braga, na eliminação do clube português no início da época na Liga Europa e quase ajudava a surpreender o Leipzig na eliminatória antes da fase de grupos.

Mas… o que vale?

É um guardião ainda com muito trabalho pela frente na sua maturação como atleta. Fisicamente imponente, pela elevada estatura, está cada vez mais a apostar no ataque à bola e no choque pelo chão/ar. O choque após afastar a bola, não a procura pelo contacto direto para obter vantagem. À medida que vai ganhando maturidade competitiva, vai crescendo no jogo, tanto em posicionamentos mais ousados como nas decisões sem hesitações. E até ataques à bola com alguma impetuosidade… Vejam estes lances que são bem exemplificativos:

Quando fixa apoios, permanece bem até ao remate e reage com qualidade, tanto pelo chão como pelo ar. Principalmente com remates que se espere dele uma reacção a um estímulo previsível (bola controlada). Reage bem nessa zona de conforto, perto do seu posicionamento, mas tudo o que envolva deslocamentos laterais tem alguma lentidão tanto na aceleração como na queda. É este mesmo um problema a corrigir, pois o deslocamento vertical (de trás para a frente) é competente, ajudando a isso a sua imponência atlética para o êxito. É exímio no 1×1 pela sua capacidade de fixar apoios e só cair, à frente do avançado, quando há remate, sendo a capacidade técnica neste contexto uma mais valia no seu jogo, que o leva ao sucesso muitas vezes pois complementa bem o seu porte atlético com uma reacção acima da média (na sua zona de movimento). Grande capacidade com os membros superiores, são rápidos a reagir e fortes para atacar a bola em baixo ou no ponto mais alto.

Tem pé esquerdo na distribuição, possuindo ainda limitações na maior abrangência de recursos com os pés, por exemplo na recepção e batida, pois faz predominantemente com esse mesmo pé. Já com a mão, distribui com a direita e testa muitas vezes a reposição rápida, longa e forte com a mão. Possui esta variabilidade de recursos na reposição, pela forma (com o pé ou mão) e tem algum alcance nas mesmas.

Ora vejam algumas das suas defesas esta temporada, entre liga ucraniana e Liga Europa… um talento que se quer mostrar nos grandes palcos e que possui potencial. Mais alguma frieza ao nível da decisão, em perceber que não deve ir a todos os lances, e irá ser melhor. Um bom valor para a Europa… e também o Brasil:

Por Gonçalo Xavier, A Última Barreira 

(Carregar na imagem para ver o website e a sua oferta, entre luvas, equipamentos, materiais de treino)

Resultado de imagem para patreon logo

SUPORTAR A COMUNIDADE UB A MANTER-SE ACTIVA:

Ajudem A Última Barreira em “Patreon” com apenas 1 euros, e damos conteúdos exclusivos e personalizados à tua imagem/pedido.(clicar no link) e podem sempre enviar-nos email para ultimaabarreira@hotmail.com

PODEM OUVIR O SEGUNDO PODCAST UB, COM CESAR GOMES, AQUI: (OUVIR AQUI)

SIGAM-NOS NAS REDES SOCIAIS (CLICAR NAS IMAGENS):

Resultado de imagem para youtube logoResultado de imagem para facebook logoResultado de imagem para twitter logoResultado de imagem para instagram logo

 

 

Facebook Comments