(Análise) Kepa e David Luiz: Descoordenações e (duplas) interpretações entre colegas.

Lançaram-nos o repto, à A Última Barreira, para falar do 2o golo sofrido do Chelsea na derrota ontem contra o Tottenham por 3-1, em que questionavam o posicionamento de Kepa no lance. O repto foi lançado no nosso Twitter e por outras vias por mensagem para falarmos do lance. E aceitámos porque tem uma vertente do jogo que muitos descuram (a coordenação entre colegas) e a forma como cada um interpreta os lances. 

O lance com a análise, com a devida explicação neste artigo e no video:

Num jogo que se quer com bola, é preciso (muito) jogo sem ela. Son e uma movimentação que desorienta uma defesa e ajuda ao portador da bola a ter soluções para uma decisão futura. Son com este movimento no espaço, atraiu o defesa do lado contrário a ir fazer a dobra. Ficou desposicionado depois:

Já feito o movimento e desposicionando a defesa contrária, Kane opta pelo remate. Entre ele e a baliza só existem dois elementos: um defesa central, David Luiz, e Kepa na baliza. Perante uma bola descoberta este último, o guardião, retira profundidade no lance ficando perto da linha de baliza. Já David Luiz está praticamente na bissectriz entre a bola e a baliza. Mas, mesmo assim, afastado do remate o que dificulta – e muito – o posicionamento e acção do guardião.

Com isto, e presumindo e interpretando o guardião que o primeiro poste estaria coberto pelo defesa, faz ligeiros ajustes neste processo ao lado esquerdo. Com isto, perde reacção ao poste mais próximo (como se acaba por perceber na falta de reacção ao remate de Kepa no golo).

Já referido o distanciamento do defesa em relação ao portador da bola que está em acção de remate, que por si só já é de difícil intercepção, tal como de interpretação de “onde deve estar” como podia pensar Kepa. Além disso, David Luiz que na cabeça de Kepa estaria a cobrir o poste mais próximo… ainda se desvia da bola. E nesse processo Kepa faz os tais pequenos ajustes ao poste contrário… e perde tracção e reacção para o destino do remate no poste próximo.

E o tal movimento de se desviar, de David Luiz no lance.

Conclusão…

Esta é a importância de uma coordenação defensiva e conhecimento dos seus movimentos normais entre colegas. Aqui na defesa, com insucesso e duplas interpretações entre dois colegas, mas do outro lado existiu sucesso entre Kane, com bola, e o jogo sem bola de Son. O futebol, e o desporto colectivo no geral, é feito de comunicações. E este é um tipo de comunicação, sem palavras, mas por movimentos. E é importante saber interpretá-los e, na mesma equipa, estarem devidamente perceptíveis e coordenados. 

 

Por Gonçalo Xavier, A Última Barreira 

(Carregar na imagem para ver o website e a sua oferta, entre luvas, equipamentos, materiais de treino)

Resultado de imagem para patreon logo

SUPORTAR A COMUNIDADE UB A MANTER-SE ACTIVA:

Ajudem A Última Barreira em “Patreon” com apenas 1 euros, e damos conteúdos exclusivos e personalizados à tua imagem/pedido.(clicar no link) e podem sempre enviar-nos email para ultimaabarreira@hotmail.com

 

PODEM OUVIR O PRIMEIRO PODCAST UB AQUI: (OUVIR AQUI)

SIGAM-NOS NAS REDES SOCIAIS (CLICAR NAS IMAGENS):

Resultado de imagem para youtube logoResultado de imagem para facebook logoResultado de imagem para twitter logoResultado de imagem para instagram logo

Facebook Comments