O mini-estágio de elite, de 3 dias, onde mais que guardiões, se fazem futuros homens

Por Gonçalo Xavier, A Última Barreira 

  • É este, também, o mote da Escola de GR Nuno Monteiro na abertura e no fecho deste três dias de muita alegria, mas também de muito trabalho e conhecimento.

Alcochete recebeu desde a noite de 30 Agosto até ao quente domingo de dia 2 Setembro, aquilo que deve ser a formação do jovem guarda-redes português: a alegria pelo treino, tal como o gosto pelo que se faz, a crítica positiva para a melhoria acontecer, a exigência de um profissional… a um jovem aspirante a guarda-redes. Tentar simular os sacrifícios – como o de estar longe dos pais durante uns dias – pessoais como os de trabalho, pois podem estar ali a ter treino e formação que talvez nunca tenham tido nas suas curtas carreiras na vida, apesar de todos terem clube e boa parte pertencer à escola que organizou o evento.

Antes de tudo começar, já fazia noite quinta feira, quando as jovens crianças foram surpreendidos com as presenças especiais de Moreira (agora, guardião do Cova da Piedade) e do ex-guardião Helton (que brilhou na União de Leiria mas, principalmente, no FC Porto). Deixaram mensagens de grande motivação e apoio, que devem ser felizes no que fazem e que tirem tudo o que a baliza lhes possa dar como positivo e aplicar no desporto ou na vida. Entre fotografias, abraços e autografos, lá se despediram das pessoas que se preparavam para um fim-de-semana em cheio…

O coordenador do mini-estágio foi Rogério Malheiro, treinador GR do SC Braga (juniores), que para além de muito conhecimento, mostrou que há muito talento na formação de guardiões em Portugal, sendo bem suportado pelos treinadores de GR da Escola Nuno Monteiro e por quem vos escreve agora… sim, eu também treinei jovens guardiões, de idades compreendidas entre os 11 e 12 anos de idade. Deixo essa “história” para depois.

Este evento teve de tudo. Alegria, boa disposição mas… disciplina, na limpeza dos quartos antes e depois de cada treino, na boa educação e silêncio durante as formações teóricas (desde medicina dentária, fisiologia, osteopatia, psicologia… até análise de GR – sim, feita por mim, e novamente… conto a história depois). Com muita entreajuda em que o objectivo era saírem de lá melhores, como guardiões e como pessoas, que aquilo que entraram. E pelas mensagens dos pais e dos próprios jovens… foi mesmo isso que aconteceu.

Na última noite, existiram mais surpresas. Porque é um evento disso mesmo: treino, sacrifício, alegria… mas de surpresas. E neste caso foram histórias… Foi mostrado um video de homenagem a Manuel Bento, lendário guardião português que mostrou sucesso pelo Barreiro a Lisboa, no Benfica. Após esta visualização, e pequena introdução visual, falou o seu filho: Rogério Bento. Mais que falar do guarda-redes, falou do pai – o homem – e da sua relação com o mesmo. Das mensagens mais fortes que foram passadas no discurso foram sobre a importância da escola…

“Eu chumbei um ano. E o meu pai tirou-me aquilo que eu mais gostava, como castigo: jogar futebol, durante 1 ano. Mas nesse período eu só lhe pedi uma coisa, porque aceitava a sua decisão: que não me tirasse o posto de ser apanha-bolas do Benfica (e claro, nos seus jogos).” Dizia ele aos jovens na plateia que era o único momento que conseguia estar com o pai na maioria do tempo, exceptuando um dia da semana que dedicava à família e porque, claro, podia contemplar um relvado recheado de estrelas e ídolos.

Além de Rogério Bento, esteve presente o treinador de formação do SL Benfica Hugo Ribeiro – que se refere como amigo da escola e não como treinador naquele espaço…

Depois de 6a feira e sábado serem dedicados ao treino em campo (duas horas e meia em cada sessão de trabalho, uma de manhã e outra de tarde devidamente desenhada e pormenorizada por Rogério Malheiro e apoiada pelos restantes treinadores espalhados pelos grupos de jovens grs) e à formação fora dele, chegou o dia da descompressão: o domingo.

No domingo existiram sessões de corridas de carrinhos a pedalar, treinos para velocidade de reacção, sessão com um fisiologista do SL Benfica.

Ah, e não menos importante… porque nem só de trabalho se viveu aqueles dias: havia tempo para piscina após cada treino! Depois do bom trabalho, há sempre a recompensa… 

Terminou o evento com as palavras de despedida e a presença de um antigo treinador de GR do Ederson Moraes, Osias, que foi deixar as suas palavras aos jovens de incentivo e força. Prémios e fotos entregues, abraços de despedida… e sorrisos nos lábios (e cansaço no corpo) após dias muito intensos… mas felizes.

Deixamos aqui a página para consultarem um dos eventos do ano da qual tivemos o prazer, não só de ser media-partner, mas também de ser treinador e palestrante. Um grande bem haja ao mentor deste projecto, Nuno Monteiro, pela confiança e paixão pelas balizas que possui.

E podem visitar o website da Escola em: http://www.escolaguardaredesnunomonteiro.pt/

MINI-ESTAGIO DE ELITE 2018Une-nos a paixão pela arte de SER GUARDIÃO!#thinkbigstartsmall

Publicado por Escola de Guarda- Redes Nuno Monteiro em Terça-feira, 4 de Setembro de 2018

SUPORTAR A COMUNIDADE UB A MANTER-SE ACTIVA:

Ajudem A Última Barreira em “Patreon” com conteúdos exclusivos e personalizados à tua imagem/pedido.(clicar no link)

PODEM OUVIR O PRIMEIRO PODCAST UB AQUI: (VER/OUVIR AQUI)

Sigam-nos nas redes sociais:

Youtube: 🔹 https://www.youtube.com/channel/UCSAd_8CbIO9iicMhSuVaPLg

Facebook: 🔹 http://www.facebook.com/ultimabarreiracom

Instagram: 🔹 http://www.instagram.com/ultimaabarreira

Twitter: 🔹 https://twitter.com/UltimaaBarreira

Facebook Comments