Copenhaga: A importância do Scouting e da boa Gestão desportiva/financeira: Olsen por Joronen

Por Gonçalo Xavier, A Última Barreira 

O Copenhaga, neste mercado de Verão, e em vésperas de tentar chegar à Liga Europa, vendeu dois dos seus maiores activos (e por bons valores) nesta janela de transferências. 12M (8.5M mais variáveis) de euros por Olsen, que brilhou pela Suécia no Mundial’18 para a Roma e 6M por Santander, possante avançado do clube, também para Itália mas para o Bolonha. E para onde foi o dinheiro? Para o futuro, certamente, num projecto sustentável.

Mas focando na baliza… Olsen custou ao Copenhaga em 2016, depois de alguns empréstimos entre o PAOK e o clube dinamarquês (pois Olsen não tinha espaço no clube grego), 700 mil euros. Valorizou, até 8-12M, em dois anos. Muito se pode apontar que aproveitaram – e bem – a sobrevalorização do Mundial 2018 onde foi figura pela Suécia. Mas é uma grande valorização de um activo que deu rendimento desportivo e financeiro, num clube modesto ao nível europeu mas grandioso internamente.

E para substituir Olsen, com muito dinheiro em mão, podiam ir buscar grandes nomes por valores maiores, a clubes da Escandinávia (que podiam valer até 3M, como o caso de Linde, jovem norueguês), mas optaram pelo mercado interno para a sucessão e, curiosamente ou não, custou o mesmo que Olsen há 2 anos: 700 mil euros. Falamos do finlandês Joronen que tinha jogado no Horsens na época passada e que tinha sido contratado há um ano… a custo zero, pois era um excedentário do Fulham e o clube aproveitou essa oportunidade de negócio. Um ano depois vendeu por quase 1M e o ciclo fez-se com facilidade e, agora na Liga Europa, o guardião atingiu números incríveis numa das surpresas da jornada europeia… Além de não sofrer golos no campo da Atalanta, conhecida recentemente pela grande vertente ofensiva, fez uma dezena de defesas, sendo claramente o homem da partida e garantindo o 0-0 na 1ºmão da última eliminatória antes da fase de grupos da Liga Europa. 

Se podemos falar da grande ascensão de Olsen, pela sua super-venda, o que dizer da sua sucessão? Os adeptos já não sentem saudades do experiente guardião sueco e estão encantados com o talento finlandês que tem apenas 25 anos de idade. Decorem o nome pois este ano, já está a dar enormes mostras de valor e a defesa do Copenhaga com ele está bem segura (como está a provar internamente, onde lidera a liga com uma das melhores defesas e pelo caminho europeu até ao momento) e poderá ter aqui (novamente) um bom activo para ser altamente valorizado e vendido por grandes valores, à dimensão do clube.

Eis a valia de um bom scouting: Ajudar a encontrar valores que possam acrescentar a nível desportivo e que possam ser valorizáveis para dar lucro ao clube futuramente e, também, que respondam com facilidade a essa necessidade do posto que fica “vago” após a saída desse grande activo. E fazê-los aos custos mais interessantes para uma gestão eficaz da posição carenciada – que tenha todos os requisitos necessários para o posto e à luz das ideias do treinador – e do restante plantel e, também claro, da saúde do clube. Tudo isto é tido em conta num bom departamento de prospecção, que deve (pelos resultados apresentados) o caso. Bom exemplo o do Copenhaga. 

SUPORTAR A COMUNIDADE UB A MANTER-SE ACTIVA:

Ajudem A Última Barreira em “Patreon” com conteúdos exclusivos e personalizados à tua imagem/pedido.(clicar no link)

PODEM OUVIR O PRIMEIRO PODCAST UB AQUI: (VER/OUVIR AQUI)

Sigam-nos nas redes sociais:

Youtube: 🔹 https://www.youtube.com/channel/UCSAd_8CbIO9iicMhSuVaPLg

Facebook: 🔹 http://www.facebook.com/ultimabarreiracom

Instagram: 🔹 http://www.instagram.com/ultimaabarreira

Twitter: 🔹 https://twitter.com/UltimaaBarreira

 

Facebook Comments