O desespero dos “encarnados” perante o grego Paschalakis, que só não parou um penalty

O guardião grego, do qual já tínhamos feito alguns avisos (ao longo do dia de ontem no Twitter ) e aqui no website também (ver aqui) e o guarda-redes do PAOK tinha sido mostrado como uma das figuras do clube na actualidade em termos de importância na equipa. 

Passamos a citar uma descrição sobre o guardião e associem (façam a comparação) ao jogo de ontem para a última fase de acesso à fase de grupos da Champions (1-1 do PAOK no campo do SL Benfica):

Uma defesa que podia ter dado em golo por defender para a frente e… uma defesa inacreditável. E ele é isto, tanto de genial como de displicente (no sentido de permitir novas oportunidades de remate) porque tenta ser o mais eficaz possível na sua tarefa – defender. Daí que a sua possível actuação nesta eliminatória contra o SL Benfica possa ser… imprevisível. 

Ora vejam a sua exibição na noite de ontem que permitiu aos gregos terem um empate que pelo desenrolar do jogo não previram, tal o domínio encarnado no jogo e parado (com qualidade) pelo guardião grego que apenas sofreu de grande penalidade:

Tido pelos seguidores do nosso Twitter como o melhor em campo:

Facebook Comments