Ochoa contra o Brasil: A quantidade e qualidade das defesas, pelos pequenos pormenores

Talvez o mais distintivo dos guardiões neste Mundial’18 mas ao mesmo tempo o mais coerente. Quando ouvimos falar de Ochoa, o que pensamos imediatamente? “Oh diabo, vem aí uma parede humana que vai defender tudo”. Porque ele é isso, um shot-stopper, mas tem sido mais que isso… é de uma inteligência nos posicionamentos (tema tão afamado nesta competição, pelo bom e mau), que o tornam – ainda mais – imbatível. Coordenar posicionamento e reacção acima da média é para poucos, e nos pequenos pormenores ele tem sido fantástico.

Detém, até ao momento, o recorde de defesas (no total dos 4 jogos disputados) deste Mundial: 25 defesas em 4 jogos!

Temos feito tudo de forma bem analítica (como por exemplo neste artigo), mas agora apelamos ao espírito crítico dos nossos seguidores. Vamos, de seguida, colocar as defesas mais fantásticas do embate contra os brasileiros desta tarde, na vitória do Brasil contra o México por 2-0 nos oitavos de final. Mas deixamos estas notas para observarem:

  • O posicionamento em bolas descobertas (sem oposição na linha da bola), fora e dentro da área, relativamente altos e sempre bem orientados para a bola/portador da mesma
  • O equilíbrio perfeito do seu corpo, e como o controla, com as pernas ligeiramente flectidas e os apoios dos membros inferiores sempre bem fixos e orientados para o adversário, antes de cada remate e a forma como “se dá” a cada remate
  • O posicionamento alto e depois os movimentos de aproximação ao adversário aquando dos remates. Lê a jogada, quando vê que vai haver remate, dá um passo em frente e faz o gesto seguinte, sempre com os pressupostos anteriores bem assentes. (Tem, na defesa ao remate de Paulinho, um posicionamento excessivo ao primeiro poste para uma bola rematada em zona central, mas… teve sucesso nisso).
  • O foco, tremendo, em cada lance do jogo. Está sempre lá a vontade de defender…

    (Um pequeno – mas grande – destaque a quem o acompanhou esta época que passou no Standard Liege. É português e chama-se Ricardo Pereira, que foi o seu treinador de guarda-redes esta época que findou em Maio. Grande trabalho também dele)

Ficam os momentos:

Facebook Comments