Começou o Mundial 2018 para a Tunísia, com uma derrota por 2-1 contra a Inglaterra.

A equipa africana ainda chegou a estar empatada, por 1-1, após sofrer um golo cedo mas acabou por perder pela margem mínima. Mas contava, para a baliza, com uma das boas promessas africanas, Mouez Hassen, que já chegou 1a liga francesa (pelo Nice) e Premier League (pelo Southampton, apesar de na equipa secundária), e que actualmente jogava na 2a liga francesa no Châteauroux, que terminou a meio da tabela no seu campeonato.

Com 4 internacionalizações pela equipa principal da Tunísia, entrava para o jogo contra Inglaterra com a confiança em alta… e mostrava que estava em campo para marcar um grande impacto! O guardião de 23 anos fez apenas os primeiros 14 minutos do jogo contra os ingleses, após um início de jogo muito forte, e mostrou a imensa qualidade que possui mas que não pode mostrar a longo prazo, pelo menos nesta competição, por lesão. Ora vejam essas defesas no primeiro quarto de hora e jogo.

A primeira, a evitar um golo quase certo e a segunda evitou à primeira, mas sem forças para reagir à segunda bola no golo inaugural de Harry Kane. Dessa defesa, surgiu a lesão no ombro que o obrigou a sair de campo aos 14 minutos de jogo… substituído por Ben Mustapha, que também ele rubricou uma exibição consistente, guardião de 28 anos do Al Shabab.

 

 

Foto: @Getty

Facebook Comments