5º Congresso Internacional de Treino de Guarda Redes (Dia 3)

Com o apoio na divulgação d’A Última Barreira, o 5º Congresso Internacional de Treino de Guarda Redes no Porto teve hoje o seu terceiro e último dia que visou o trabalho de campo com várias apresentações práticas.

Erskine Schoenmaker (Seleção Holanda Feminino)

Na primeira sessão do dia, o Treinador de Guarda-Redes do atual campeão europeu de futebol feminino apresentou uma sessão focada nas temáticas de jogo de pés e defesa de baliza. Uma sessão só com Guarda-Redes do sexo feminino onde o holandês mostrou alguns exercícios realizados no contexto da seleção.

Neil Miron (Master Trainer)

Numa sessão com vários “gadgets” do treino de força o “personal trainer” mostrou como os vários mecanismos podem ajudar no trabalho de força do Guarda-Redes. Com alguns exercícios simples demonstrou o grau de dificuldade que acrescenta ao nível físico o uso do seu cinto especial (um conjunto de elásticos – ver vídeo).

César Gomes (Rio Ave)

Na última da sessão da manhã e mantendo o nível dos Treinadores de Guarda-Redes portugueses presentes no dia anterior, o Treinador abordou a temática do jogo de pés e ainda o controlo de espaço. Como o próprio disse a sua metodologia de trabalho é baseada na metodologia da sua equipa. Com várias situações contexto (de jogo) demonstrou como trabalhou com Cássio e companhia no Rio Ave ao longo da época que findou. A sua dinâmica e postura muito peculiar, com uma presença forte no treino e com grande foco na correção constante dos erros e minúcia na execução técnico-tática dos seus Guarda-Redes foi um dos pontos altos do dia.

Wil Coort (Shangai SIPG)

O treinador, com vasta experiência no futebol português e que revolucionou a escola de Guarda-Redes do F.C. Porto, trouxe consigo algumas ideias um pouco controversas e que criaram bastante discussão por entre os participantes. Uma metodologia muito vincada e com grande foco no detalhe técnico. Como de esperado foi uma sessão totalmente dedicada ao jogo de pés.

Manu Sotelo (Real Club Deportivo)

Na segunda sessão da tarde uma nova metodologia de trabalho, neste caso vindo de “nostros hermanos” espanhóis. A temática abordada foi a defesa de baliza mas com especial foco em várias componentes da visão periférica em várias situações de remate. O espanhol demonstrou ainda pé afinado com vários remates potentes que fizeram os Guarda-Redes presentes brilhar.

Fernando Ferreira (Benfica)

Na última sessão do dia e do Congresso, o Treinador de Guarda-Redes da equipa “B” do Benfica trouxe consigo uma sessão com vários exemplos de como a metodologia Benfica trabalha o contexto de defesa de baliza. Partindo de exercícios analíticos e progredindo para várias situações abertas ficou bem patente as várias características que o Treinador procura ver nos seus Guarda-Redes.

No final do Congresso foram feitos os devidos agradecimentos às várias entidades que ajudaram na organização e na realização do Congresso, com especial foco aos preletores, Guarda-Redes, participantes e à marca de luvas NGA. A organização referiu ainda que a próxima edição do Congresso já está a ser pensada.

Facebook Comments