O rejuvenescimento da baliza inglesa para o Mundial’18 … e Joe Hart não conta nessa equação…

Depois da saída de Joe Hart da baliza do Manchester City, às mãos de Guardiola – na altura a contratar Claudio Bravo – já se antevia que Joe Hart (pelas quebras sucessivas de forma e instabilidade nos clubes) pudesse ficar de fora do Mundial 2018 a ser disputado na Rússia. Se os indícios das mudanças constantes na baliza inglesa durante a qualificação e amigáveis neste período já eram notórios… agora confirmou-se o pior para “habitual” titular inglês. (75 internacionalizações)

Neste período de tempo após a saída do City, já jogou no Torino e West Ham e as experiências não foram as melhores. Para o seu lugar entram jovens de grande reputação no país (e já experiência de Premier League) e que prometem muitos e bons anos de qualidade.

Falamos de Pickford (Everton), Butland (Stoke) e Nick Pope (Burnley). O primeiro já é uma das maiores transferências de sempre por um guardião (ver aqui) Butland será o próximo a render milhões, após descer de divisão no Stoke (à imagem de Pickford na época passada mas no Sunderland) e ainda Nick Pope, que já falámos recentemente da sua qualidade e potencial (ver aqui)

Três jovens promessas, com tanto ainda para mostrar, e que enfrentam assim a primeira grande competição a nível internacional. No total, entre eles têm apenas 9 jogos (!) internacionais, sendo que Pope aos 26 anos ainda não foi internacional senior…  Butland é o grande favorito à baliza inglesa (7 jogos) e Pickford na sombra (2 jogos).

Facebook Comments