Jean, 22 anos – feitos em Outubro deste ano -, tem 1,88m e é o guardião indiscutível da baliza do Bahia (Brasil).

Formado no clube, notabilizou-se quando ajudou o Brasil Sub-20 a alcançar a final do Mundial do escalão em 2015, que acabariam por perder na final contra a Sérvia. Pelo caminho, com destaque para o jovem guardião brasileiro, eliminaram duas selecções nas grandes penalidades, depois de nulos nos 120 minutos, que eram o Uruguai… e Portugal!

Essa notoriedade, com o Bahia na Série B, mesmo assim não o fez agarrar a titularidade numa época em que o clube acabaria por subir ao Brasileirão, contrariando o motivo que o levaria a ser titular nesse Mundial Sub-20, que era a qualidade que estava a apresentar no clube da Bahia. O titular, nesse ano da subida da Serie B à A (época passada) foi Marcelo Lomba e em segundo plano com mais de 20 jogos, Muriel Becker, actual titular do Belenenses.

Esta temporada tudo mudou para Jean. As boas época de Lomba e Muriel fizeram que fossem para outros clubes – Internacional Porto Alegre e Belenenses respectivamente – fazendo com que Jean ficasse com a baliza vaga… e não desapontou nada. Deu uma dimensão mais completa à baliza do Bahia e está a ter resultados: na sua primeira época no Brasileirão, estão quase a alcançar a Taça Sul América e ainda sonham com a ida à Libertadores mesmo estando no 9ºlugar.

Nestes últimos dias tem-se falado muito nas longas negociações entre o Bahia e São Paulo para levar o guardião brasileiro para o clube onde Ceni se notabilizou e retirou. E essa herança tem sido pesada e o clube vê em Jean o sucessor ideal.

Com uma qualidade de passe invejável, faz a distribuição de esquerda – com a mão e pé – procurando rápidas transições pela mão para sair jogável ou de forma longa com o pé a explorar a velocidade dos seus colegas. Dentro da baliza é ágil e tenta ser um ponto de embate para os adversários a tentar parar todos os remates que surgem de diversos lados, pois o clube permite pela forma aberta como joga muitas situações de finalização (daí ser um dos guardiões mais batidos da competição). E esse é um passo em frente que terá de dar num clube de dimensão maior como o São Paulo, pois a comparação com Ceni vai sempre surgir: menos remates permitidos para o adversário e que terão de ter maior eficácia do guardião. Apesar do São Paulo não estar a viver um bom momento, procuram um projecto sólido na próxima época para ir para altos patamares… e começaram a pensar na baliza.

Sidão, actual titular no São Paulo, não caminha para novo (34 anos). É competente no seu trabalho mas num projecto de longo prazo como parece estar a ser pensado e concretizado, não fará sentido manter-se como indiscutível. Foi uma exigência de Rogério Ceni pela capacidade de distribuição no início da temporada e permaneceu, grande parte da época, na baliza. Pode ser um bom complemento no balneário e treino de Jean, caso se confirme a transferência que, tendo em conta tudo o que pode oferecer … fará todo o sentido. Ora vejam um video com tudo o que elogiámos em Jean:

Artigo para ProScout 
Facebook Comments