Sérgio Conceição já esclareceu a razão de Iker Casillas ter deixado de ser titular no FC Porto… e tem tudo a ver com o treino e a exigência e trabalho colocados no mesmo.

Passamos a citar o zerozero.pt e a explicação em video da mesma fonte:

 

«Não gosto muito de falar de jogadores a nível individual mas acho que é importante esclarecer uma coisa. Vocês já viram que problema disciplinar não é, senão não era convocado. Em termos comportamentais, é um jogador que tem um bom comportamento no que é a relação com os colegas, com as pessoas que trabalham no clube. Quando falo em opção técnica, falo no que é o treino. A conversa que tive com o Iker, como tenho com muitos outros jogadores, tem a ver com o que eu lhes digo e com a minha liderança. O Iker não fugiu ao que foram outras situações com outros jogadores»

«Houve essa conversa, porque o Iker quis entender qual a razão para ter saído da equipa. Eu expliquei-lhe a ele e ao grupo. Eles entenderam e não houve essa estranheza toda porque eles sabem quais as minhas regras, a forma como eu lidero, a forma como exijo aos jogadores que estejam sempre a 100% no treino, seja um treino com oito jogadores porque os outros estão na selecção ou seja um treino com 25 jogadores. É exactamente a mesma coisa. Eu tenho que ser coerente no balneário. Já disse muitas vezes que isso é independente de um jogador se chamar Joaquim, Manuel, António…se eu abrir excepções, por um jogador perco o grupo todo. Isso eu não quero, não é a minha forma de liderar»

«Eu posso fechar os olhos a 15 dias de treino que acho que não foram de acordo com o meu nível de exigência? Não posso. Se fechar a um vou fechar a outro, o João Costa vai-me dizer a mesma coisa. Voltando o Iker a trabalhar como eu quero, como está agora, luta com o José Sá, o Vaná, o João Costa e daqui a dois meses o Fabiano por um lugar na baliza. É tão simples como isto».

Via: (ver aqui)

 

 

Facebook Comments