Ontem Ederson Moraes defendeu uma grande penalidade que se revelou decisiva para o desfecho do encontro que ditou a vitória do Manchester City por 2-1 frente ao Napoli na 3ºjornada da Champions.

E este lance revelou duas coisas: O estudo de Ederson do batedor contrário (neste caso Mertens) e também a sua extrema confiança (demonstrada em todo o jogo, no passe, temporização, controlo da área…) e que neste caso não foi excepção.

O estudo…

Deixamos um quadro com as últimas 4 grandes penalidades batidas por Mertens (desde Setembro deste ano). A verde os golos, a vermelho o penalty falhado ontem:

1/2 – Vitória ao Benevento;

3- Vitória ao Cagliari.

4- Derrota contra o Manchester City.

Penalty defendido Ederson 👀

Confiança… e estudo! 📝Ederson Moraes defendeu uma grande penalidade e sofreu outra hoje (e nesta acertou no lado também). E tal se deve à confiança que tem neste momento e também estudo do adversário. Mertens, neste penalty falhado, voltou a mostrar um comportamento habitual em si: tentar rematar, em grande parte das vezes, para o seu lado esquerdo a média/baixa altura. E voltou a repetir essa tendência das suas últimas conversões. 👀Partilhem e sigam: The UB

Publicado por The UB em Terça-feira, 17 de Outubro de 2017

 

O outro lado…

Por outro lado, para compensar, Sarri (treinador napolitano), colocou para bater a segunda grande penalidade do jogo Diawara, médio defensivo. E deste… não há muito histórico e a imprevisibilidade da sua batida é maior. E isto deu um trunfo para contornar o estudo de Ederson e do seu treinador específico aos batedores de penaltis habituais (Mertens, Insigne, Hamsik)… Apesar disso, Ederson ainda acertou no lado mas acabou batido.

Por curiosidade…

Vejam a forma como as redes sociais do clube festejaram a defesa:

Facebook Comments