E se fosse em Portugal o facto do selecionador nacional convocar um guardião a actuar na 2ºliga portuguesa?

Pegamos num facto que aconteceu esta semana em Itália para transpor para a realidade portuguesa. Para enquadrar, Itália convocou além de Buffon e Donnarumma, o jovem italiano Alex Meret, outra das promessas italianas. Esteve no último Europeu de sub19 (ver aqui) e foi um dos destaques. Por essa razão partiu para a 2ºliga (Spal) para ter minutos e, quem sabe, ser aposta futura na Udinese.

O guardião de 20 anos (feitos esta semana) foi convocado pela primeira vez para a seleção principal e fê-lo…actuando na 2ºliga italiana! Ousadia, loucura ou reconhecimento do seu talento? A resposta talvez esteja transversalmente a estas perguntas mas o que é certo é que isto seria impensável em Portugal.

Vejamos o caso desta semana… Anthony Lopes ficou lesionado e Bruno Varela teve a sua chamada à principal seleção portuguesa (ver aqui). E isto nem foi unânime para grande parte dos portugueses quando é um dos claros destaques desta edição da liga portuguesa e é o titular dos sub21, sendo um dos nomes “eleitos” para uma possível subida à principal equipa portuguesa. Mas mesmo assim foi criticado… imaginem como seria se alguém em destaque na segunda liga portuguesa fosse chamado. Até para os sub21/equipa olímpica é um choque difícil de aceitar, quanto mais esta ousadia já descrita…

Itália dá uma lição de confiança nos seus talentos, independentemente do local onde jogam. O Spal lidera a Serie B italiana e muito deve a Meret. E, como tal, recompensou-o nesta chamada. Passou nomes em destaque na principal liga italiana como Consigli, Mirante, Marchetti, Sportiello entre muitos outros. É obra… e de uma coragem/loucura incríveis. Mas tão bom de assistir. É para absorver esta lição, portugueses… É tudo uma questão de meritocracia e visão para o futuro. 

Facebook Comments