Uma iniciativa UB de dar voz aos seus seguidores para falarem do que é para si a posição de guarda-redes e que desabafem sobre isso. A primeira edição foi com Bruno Rato e podem ver aqui. Eis o 2# Seguidores UB com Gonçalo Costa

“Ser guarda-redes é ser herói e vilão exatamente ao mesmo tempo. É querer evitar o inevitável. É ter no pensamento sempre que aquela bola não pode entrar e se entrar, que dava para defender o mais indefensável dos remates.

Ser guarda-redes é jogar um jogo coletivo de forma quase individual e depois de uma grande defesa, ninguém te agradecer. Ser guarda-redes é ser o início e o fim da equipa ao mesmo tempo. Ser guarda-redes é querer fazer as coisas bem sem errar, mesmo quando a equipa inteira errou. É saber pensar é ser compreensivo, ajudar o defesa ou qualquer outro jogador, motiva-lo, dar confiança à equipa.

Guarda-redes é sem duvida a posição mais complicada e mais injusta do futebol, não é só qualidade de mãos, pés e posicionamento, é saber ter um psicológico muito forte. Sempre se destacou para mim a função de guarda-redes, o quão incrível era carregar a equipa às costas, o quão incrível era “voar” e surpreender todos aqueles que duvidam das suas capacidades. Sonho um dia chegar aos grandes palcos e orgulhar-me a mim e ao meu país, mas apercebo-me todos os dias que tenho que trabalhar mesmo muito ainda.

Ser guarda-redes é mesmo isto, é sonhar e acreditar no sonho.

Nome : Gonçalo André Camões Costa
Idade : 16 anos
Altura : 1,81
Percurso : Almada AC sub-13; CD Cova da Piedade sub-14; CD Cova da Piedade sub-15; CD Cova da Piedade sub-16 (actual)
Facebook Comments