Ontem o Papa Francisco recebeu a equipa do Villareal que ia jogar em Roma uma eliminatória que já estava perdida.

Os espanhóis perderam 4-0 na primeira mão em casa e deslocavam-se a Roma por uma questão de calendarização mas de honra. Antes do jogo o Papa Francisco falou a toda a comitiva espanhola e, no meio da história que contou, falou do guarda-redes… Passamos a citar a transcrição/tradução do showdebola.pt

” Costumo pensar muito no guarda-redes…
Porquê?
Porque ele tem de defender a bola, não sabe de onde ela vai vir, nem sabe ainda quem é que vai chutá-la.
E a vida é assim…
Há que defender as coisas donde elas chegam e como chegam.
Quando me encontro perante situações inesperadas, que tenho de resolver e que vieram daqui, quando esperava que viessem de acolá, penso no guarda-redes, assim que vos tenho sempre muito presentes.” 

Que exemplo… para reflectir!

Nota: Na imagem de destaque deste artigo, é Papa Francisco com Torrico, guardião do “seu” San Lorenzo, que lhe ofereceu um par de luvas.

Facebook Comments