Depois da lesão de Gottardi, o Marítimo foi ao mercado à procura de guarda-redes.

Contratou Amir (ver aqui) e hoje contratou Rafael Broetto que jogava nos lituanos do FC Stumbras. Na sua segunda experiência na Europa, em que a sua estreia foi na Lituânia em 2016, estará na sombra de Charles. Tal como no início da época, o Marítimo volta a fechar a sua baliza… exclusivamente de brasileiros (Gottardi, Charles, Wellington (entre equipa B e A) e Rafael Broetto), pois Amir irá para a equipa B.

Facebook Comments