A desconfiança, passou a surpresa e hoje é uma confirmação. Eis o ciclo de vida “encarnado” de Ederson Moraes.

A desconfiança existia para alguns por ter como concorrente Júlio César e porque vinha do Rio Ave. Tudo o que venha de Portugal nem sempre é visto com bons olhos, por mais qualidade que exiba. Passou a surpresa quando começou a jogar (e brilhar) ao mais alto nível, inclusivamente em dias/semanas complicadas de decisões nacionais (Sporting) e europeias (Zenit e Bayern) na época passada.

Uma lesão tirou-lhe das competições internacionais pelo Brasil, entre Jogos Olímpicos e Copa América, mas quando recuperou (após falhar o início da época encarnada)… não mais largou a titularidade.  E cada partida que faz… Há sempre algo distinto a destacar.

Poderíamos falar das suas capacidades físicas, tácticas e técnicas. Mas destacamos a sua vertente mental. E hoje, numa vitória do Benfica em Guimarães por 2-0, Ederson foi o destaque. Não foi por fazer defesas exuberantes, apesar de a ter feito (ver aqui)mas sim pela confiança que transmite à equipa em cada acção. Mesmo apertado, sai das situações com a maior das calmas e isso conforta e apazigua os colegas…

Na reposição alta, longa e forte, garante que a sua defesa e equipa descansa e possa chegar a zonas de finalização rapidamente. É rápido e assertivo a sair da baliza para evitar perigo na profundidade. Fá-lo também pelo ar, com mãos seguras. Dentro dos postes é altamente eficaz e tem uma facilidade de voo acima da média. Mas aquela postura descontraída (não confundir descontracção com indiferença) torna tudo mais fácil. Ele sente pressão sequer? Pelas suas acções… não parece. Funciona como os calmantes para as pessoas que possam estar a desesperar com os nervos. E resultam esses seus “dons medicinais” 

Tem potencial para ser um dos melhores que existe no futebol mundial. Tem quase tudo. Basta agora querer e agarrar a possível oportunidade. Aliás… não anda longe já, tal o nível que apresenta a cada jogo que passa…

  • Gonçalo Xavier (A Última Barreira)
Facebook Comments