Se existe algo que os verdadeiros conhecedores das balizas a nível mundial apreciam é um guarda-redes voltar de longa paragem por lesão e continuar em grande forma. E esta é uma daquelas histórias que daria um bom livro…

Sergio Asenjo era uma das maiores promessas a nível mundial no que diz respeito às balizas. Estava, no Atlético de Madrid, à frente de De Gea (por exemplo) na hierarquia dos guarda-redes. Aliás, De Gea na altura não estava tão perto do nível de Asenjo…

E isto aconteceu até às sucessivas lesões do (na altura) jovem guardião espanhol. Bastou isso para De Gea se estrear no Atlético e o resto da história já sabem… é actualmente um dos melhores do mundo. Parece que ficou com a carreira que estava destinada a Sergio…

Mas passados 11 meses de longos tratamentos da lesão, voltou. Na baliza (do agora Villareal) estava um Areola inspirado. Mas o treinador não vacilou em algum momento em, após total recuperação do espanhol, lhe entregar a baliza. Já jogou contra Bayer Leverkusen, Barcelona, Real Madrid, Liverpool. Tem 7 jogos, 4 jogos sem sofrer e dos 6 sofridos… 5 foram contra o Real Madrid e Barcelona. Mesmo assim a baliza foi sua em jogos de maior dimensão… é obra!

Mas de louvar a coragem do treinador em depositar total confiança no espanhol. E ele não tem desiludido. Aliás já espreita mesmo a 3ºvaga na seleção espanhol, só atrás de Casillas e De Gea. O outro lugar pode ser decidido entre Rico e Asenjo… a luta promete! E o Villareal ainda sonha com a conquista da Liga Europa e hoje deu um passo em frente nesse sentido. Era uma boa forma de “acabar” esta história de Asenjo, que tanto merece!

Facebook Comments