Em dias de comemorar e homenagear os pais, no dia internacional do Pai, surgem alguns momentos em que devemos reflectir sobre todos os intervenientes no quotidiano, em qualquer situação. O desporto, e mais propriamente o futebol não é excepção.

Numa matéria exclusiva d’ A Última Barreira, fomos falar com alguns pais para falarem do que é para eles ter um filho guarda-redes. Seja a jogar ou a treinar, mas que partilhem desta paixão pelas balizas. O foco desta vez está neles, que cuidam e ajudam a evoluir os seus filhos na baliza… Ficam os testemunhos:

Miguel Martins, pai de Diogo Martins (jogador do Loures):

Primeiro que tudo é importante ser o próprio a escolher o que quer e depois é apoiar em especial nos maus momentos, e nos bons também claro…
Ter um filho guarda redes é um sofrimento maior em relação aos outros pais mas ao mesmo é muito gratificante pela diferença e pela maturidade em relação aos outros é um orgulho ser pai de guarda redes.
Carlos Dinis, pai de Ricardo Diniz, actualmente guarda-redes em Inglaterra.
Em relação a ser pai o que sinto às vezes não consigo ser o pai, pois como treinador vejo sempre nesse contexto. Mas como pai muitas vezes existe frustração e misto com alegria. Pois veres o teu filho lutar treinar cair levantar e muitas vezes não joga aí vem frustrado para casa pois quer jogar porque isso é o sonho de quem trabalha. Mas depois vem os momentos que tas a ver um jogo e como pai ouve: ” Epa o puto na baliza e fantástico defende tudo!” deixa-me orgulhoso.
 Ser pai de um guarda redes e ser diferente também. Porque realmente ser guarda redes é ser diferente .
Luis Nunes, pai do treinador de guarda-redes Sandro Pinto.
Como Treinador ter um filho como treinador de Guarda Redes é para mim uma honra,pois estamos a falar de uma posição muito especifica que requer muito trabalho e dedicação.
Como ele diz: Um Guarda-Redes é muito mais que uma camisola de cor diferente dos restante e um par de luvas, é a voz, o olhar . Aquele que diz presente em momentos difíceis, o nº 1, o que é chamado em primeiro para pisar o palco. Afinal não podem ser esquecidos ! Pois escolheste uma posição de paixão, ser guarda-redes não é ser diferente é ser Especial !
Alguns testemunhos que têm de comum o orgulho por serem pais de pessoas envolvidas na posição de guarda-redes, como de serem o complemento para o seu sucesso.
Uma posição… única. Para os guarda-redes e os seus pais. É esta a homenagem ao dar a eles também a voz!

Facebook Comments