Feitas as devidas apresentações, desde já agradecemos a presença de Tiago Castro, treinador de guarda-redes do Académico de Viseu a militar na 2ºliga portuguesa. Esta conversa será conduzida por Nuno Rafael e Gonçalo Xavier (UB) .

UB: Começando pela pergunta que tem tanto de cliché como de difícil de responder… Porquê guarda-redes?

TC: Ser guarda-redes e ser diferente até na forma de equipar as atenções estão concentradas desde o início ate ao final do jogo.. Se o ponta lança falhar 3 /4 golos feitos mas no último minuto marcar é o melhor em campo se tu fazes 3/4 defesas de golo durante um jogo mas no último minuto sofreres um golo és o pior em campo..

UB: A posição que tem tanto de complexo e único como tem de solitária… Antes de ser treinador, tinha experiência de baliza como jogador?

TC: Sim joguei na formação do Varzim.

UB: Como guarda-redes teve alguma referência ?

TC: Tive como colegas o Ricardo que está no Setúbal,  Bruno Alves,  Hélder Postiga da qual ainda somos amigos..

Sim Vítor Baía.. Para mim o melhor gr português de todos os tempos!

UB: Sem duvida a referência de muitos guarda redes em Portugal. Qual o treinador que o marcou mais enquanto seu treinador, se houve algum que o tenha marcado mais?

TC: Meu treinador a nível de posição específica nesta área não tinha porque não era valorizada mas treinadores tive o mister Ruben e o mister Caixeira.

UB: Houve algum treinador durante a sua carreira enquanto treinador que o tenha marcado ?

TC: Na minha opinião em Portugal estamos bem servidos a nível de treinadores de Gr: Vital, Hugo Oliveira, Luís Esteves, Rui Barbosa, Silvino Morais.. são todos grandes profissionais!

UB: Diga-nos um momento marcante enquanto jogador.

TC: Como gr um jogo contra o Porto em casa ganhamos 2-0 .. Tinha 12 anos, era infantil.

UB: E agora um momento marcante enquanto treinador?

TC: Comecei a minha carreira de treinador de gr no Fão, depois Melgaço, Balasar, Formação do Boavista e AC Viseu.. Como treinador estava em Melgaço e eliminámos o Famalicão para a taça de Portugal ninguém dava nada por nós mas tínhamos uma super equipa os meus Gr era o Marafona que está no S Marinho e o Emanuel que por acaso neste momento e o Gr do Famalicão!

UB: O futebol dá muitas voltas…quais os seus métodos principais de treino ?

TC: Trabalho muito pés acho que no futebol actual um Gr tem que saber jogar com os pés! Os meus métodos de treino são a realidade do que podemos encontrar em jogo..

UB: Quais são as principais diferenças do guarda redes de antigamente para o guarda redes de hoje em dia ?

TC: E diferença são muitas também devido ao facto de as regras do jogo serem alteradas..

UB: Sim dai ter que ser usado constantemente o jogo de pés. O mister acha que antigamente dava-se tanta importância à comunicação como hoje em dia ?

TC: Sim sem duvida na minha opinião a primeira fase de construção de uma equipa passa pelo Gr.. Sim nesse aspecto até acho que os GR de antigamente eram mais comunicativos e agressivos..

UB: A nível mundial qual o guarda redes que mais lhe chama a atenção na atualidade ?

TC: O meu Gr ideal tem que ser Calmo porque tem que dar tranquilidade a equipa e focar-se so no jogo e não no que se passa à volta dele. Corajoso porque não pode ter medo ou hesitar nas suas acções. Comunicativo não é falar muito mas falar pouco mas bem

Como guarda-redes gosto de Courtois , Neuer…

UB: E em Portugal?

TC: Em Portugal Rui Patrício , Ricardo , Marafona.. Jovens em Portugal estamos muito bem servidos mas gosto particularmente do Tiago Sá do Braga B…

UB: Nestes últimos anos têm-se vindo a afirmar em Portugal jovens guarda redes como Miguel Silva, Rui Silva, São Bento, Tiago Sá, quais as principais dificuldades em lançar guarda redes tão jovens ?

TC:  Sabes que o futebol é um mundo que gere milhões a muitos interesses mas a única certeza que te digo é que em Portugal existe muita qualidade e não tenho dúvidas que dentro de 5 anos teremos gr portugueses em clubes de top.

UB: Sem dúvida… qual a importância do treino de guarda-redes?

TC: Acima de tudo o Treinador de Gr tem que perceber o que o mister principal pretende e assim adaptas o teu treino…

UB: Adapta o seu tipo de treino ao modelo de jogo da equipa?

TC: Sim sempre.. E depois e minha liderança e no respeito na amizade e na coerência com eles e não na arrogância..

UB: Qual é a ligação do mister com os seus guarda redes ?

TC: Essa resposta têm que ser eles a dar mas tenho uma excelente relação com todos!

UB: Existem muitos treinadores que abdicam dessa relação pessoal, e ser estritamente profissional. Por exemplo, o mister tem convivios apenas com os seus guarda-redes (equipa senior)? Sejam em almoçaradas, um café o que for… e se nesses momentos também há correcções e conselhos sobre o jogo/treino ou é apenas lazer?

TC:  Eu falo com todos os gr e não só do plantel principal mas sim também da formação eles sabem que têm aqui uma pessoa amiga da qual podem confiar e conversamos sobre tudo das nossas vidas e aí que se cria uma laço de amizade e confiança ..

E importante eles sentirem a nossa confiança porque muitas das vezes passamos mais tempo juntos do que com as nossas famílias.

Também gosto muito de ouvir a opinião deles.

Tiago Castro com os seus guardiões no AC. Viseu

UB: Sem dúvida, falando a título pessoal, é bem mais construtivo a presença de um treinador também amigo que compreenda os nossos problemas e frustrações…

Ou seja, integra de alguma forma os guarda-redes da formação com os seniores. Esse contacto é feito como? Um prémio por exemplo ao que se destaque mais em treino/jogo, ou é algo mais frequente?

TC: É um conjunto de factores que valorizo comportamento familiar escolar e depois sim treino jogo…

UB: Existe, por exemplo, a possibilidade de um iniciado/juvenil treinar com os seniores ou é algo que não acontece?

TC: Sim existe e acontece cá no Académico…

UB: Qual o feedback deles? Vendo o após esses momentos, nota-se evolução a partir dessa partilha de conhecimento?

TC: Eu já chamei vários gr de escalões diferentes e também convido os assistirem a preparação do nosso jogo ou seja assistem à palestra descem aos balneários e têm acesso ao relatório sobre o adversário.

UB: Muito bem, é algo raro nos dias de hoje, parabéns por essa integração dos mais jovens, certamente ficam felizes pela valorização e reconhecimento… Quais as perspectivas para o treino de guarda-redes em Portugal, e dos proprios guarda-redes para o futuro?

TC:  O importante é percebermos o jogo só assim e que podemos crescer e também perceber as lacunas dos nossos gr que trabalhamos diariamente … Penso que estamos no bom caminho começamos a ver o nosso trabalho valorizado como também os dos GR isso mostra o nosso jogo crescimento a nível de treino..

UB: Para terminar esta conversa, um conselho a todos os guarda-redes e também treinadores?

TC: Que nunca desistam dos seus objectivos e sonhos mas sem trabalho e mais difícil o importante e termos prazer no que fazemos e só em conjunto e que conseguimos alcançar resultados!! Vibro e sofro com cada defesa ou com algum lance infeliz do meu gr o importante é no final sairmos de consciência tranquila !

UB: Fantástico. Muito obrigado pelo tempo dispensado e as maiores sortes na carreira! Se precisar de algo da UB, estamos aqui sempre para o que for preciso!

TC: Ok no que precisares estás a vontade muito sucesso para a vossa página e obrigado pelo reconhecimento que dão aos treinadores e seus gr ..abraço!

Entrevista a 17 de Fevereiro de 2016.

Facebook Comments