Francesco Farioli, dono da maior página de guarda-redes a nível mundial – Portieri, Nati per Volare – falou sobre uma experiência enriquecedora a nível pessoal… Um estágio em Dubai onde se cruzou com as equipas do Bayern, PSG e Inter. E destaca a postura em treino de duas das suas referências – Neuer e Handanovic – mas o desabafo debruça-se sobre o actualmente melhor do mundo… Passamos a citar, traduzindo:

“” Você não se torna num dos melhores por acaso.

Nestes primeiros dez dias em Doha, tive a sorte de poder ver trabalhar de perto três dos maiores clubes do mundo: Bayern, Inter e PSG.
Vi, a pouco mais de dois metros, como treinam dois dos melhores goleiros do mundo: Manuel Neuer e Samir Handanovic.

Eu vi os seus olhares em cada bola.
Ouvi a fúria indomável do seu corpo para ir à busca de cada bola.
Depois, disse a mim mesmo, estes são dos fenómenos, não são seres humanos.

Mas, como muitas vezes acontece comigo, há episódios que te abrem as portas do céu e te ligam com ferocidade à realidade. Ao caminhar pela estrada que leva diretamente ao meu gabinete, hoje deserto porque é sexta-feira, aqui é o nosso domingo. Eu vi, no ginásio externo e vi uma silhueta dentro, vestida de vermelho.
Sabem quem era?

Manuel Neuer, uma hora antes do treino para fazer os seus exercícios de reforço. Sem preparador físico, treinador ou outros. Enquanto muitos dos seus companheiros estava para entreter a multidão com alguma selfie, ele estava lá, sozinho. Só com a sua extraordinária vontade de ser o número um. Hoje que ganhou pela terceira vez consecutiva, o prêmio como melhor guarda-redes da Bundesliga, poderia ter uma hora de intervalo, mas não abaixa a cabeça baixa, a trabalhar como o último dos moicanos.

Eu queria / podia apertar sua mão.
Então, eu pensei que era certo não incomodá-lo, dei uma mordida na maçã que segurava na outra mão e corri no escritório, sozinho, mas com uma certeza em mais por guardar ciosamente:
Você não se torna num dos melhores por acaso. ”

Francesco Farioli – 8.1.16

Facebook Comments