Em jornada inaugural da fase de grupos da Taça CTT (Taça da Liga Portugal), surgem as equipas mais “despidas” dos seus habituais titulares e principalmente vêem os seus guarda-redes suplentes a terem mais minutos de jogo. Nestes dias de competição iniciais (não falando das fases de acesso até esta fase de grupos) existiu alguém a brilhar, apesar da derrota. Esse guarda-redes foi Rafael Defendi, do Paços de Ferreira.

Habitual titular na época passada, a certo momento da época perdeu o lugar para António Filipe. Esta época, a contratação de Marafona ao Moreirense impediu que fosse novamente titular, tendo agora uma chance de mostrar-se a Portugal inteiro novamente. E não desiludiu…

Pode-se dizer que o Paços de Ferreira tem actualmente dois guarda-redes diferentes no estilo mas igualmente eficazes e competentes. Defendi mostrou na noite passada que dentro dos postes há poucos iguais a ele. Apresenta outras debilidades, principalmente ao nível de pés, mas dentro dos postes parece imbativel, faltando complementar esta qualidade distintiva, em algo mais. É nisso que Marafona impressiona, é mais completo a nível técnico, táctico e psicológico, daí ser o titular. Mas desta vez o destaque é o seu habitual suplente e bem merece o destaque.

Fez defesas impressionantes. Fez o Sporting suar mais do que o previsto com uma série de intervenções de alto nível e para alguém que aprecie analisar cada movimento técnico, iria ficar orgulhoso do que o brasileiro fez. Impressionante e a mostrar que a baliza não é – de todo – um problema do Paços de Ferreira. Tanto talento nas suas balizas!

Podem ver o resumo aqui : http://videos.sapo.pt/vYpgNRupDqOZng0sy3Gz

Facebook Comments