Ver Helton na baliza tem um encanto… diferente!

O capitão de volta ao seu trono, um posto que parecia impossível de voltar após tão grave lesão, em tão extensa idade. Não é fácil recuperar de mazelas naquela zona do corpo mas ele não desistiu e voltou. E parece estar cada vez melhor…

O homem lidera a equipa, tanto com um grito ou com um abraço acarinhando o colega de equipa. Se a noite se presta aos demais de uma forma gélida, ele trata de a aquecer com a sua ginga. Ele dá linha de passe recuada, ele temporiza, ele coloca a bola e sai a jogar. Se os pés são brilhantes, o que dizer do resto? Com saltos curtos e movimentos rápidos e ágeis, chega a todos os lances com uma serenidade notável. Cada voo faz imaginar que o treino e esforço vale a pena só para rever momentos tão belos.

Hoje foi apenas mais um jogo de extrema qualidade. Ele já não sabe o que é jogar mal. Os outros podem estar num dia infeliz, que ele trata na sua forma espontânea de quebrar a monotonia. Um exemplo, como temos saudades de Helton!

Merecia mais jogos, “sabe a pouco” ver apenas jogos na Taça… Mas é sempre um prazer ver, rever e apreciar a sua arte nas balizas. Que dupla incrível que o Porto tem na sua baliza…”

Facebook Comments