Que lufada de ar fresco, é possível afinal ganhar assim!

(João) Miguel Silva, esteve nas bocas de todos durante o passado fim-de-semana. O rapaz que aparecia na baliza a titular no lugar do experiente Douglas. E não tremeu.

O jovem que fora atirado para um ringue de embate entre feras indomáveis, num dos clássicos mais vibrantes de Portugal, não desiludiu. E mais que isso, foi mesmo o melhor da partida e o mais decisivo.

Onde ele apareceu? Andou pela equipa B durante este curto número de temporadas que tem como sénior. Esta época foi inclusivamente destaque por garantir uma vitória em que defendeu tudo, onde defendeu até dois penaltis. Foi apenas uma gota de um vasto oceano, tal o número de jogos em que foi destaque. O trabalho foi reconhecido, e agora deixa-nos cheios de orgulho por ter concretizado um sonho.

O jovem que durante o jogo canta ao som das suas claques. As claques e adeptos que sempre lá estiveram para o apoiar e ajudar neste processo. Processo este que foi idealizado pelo mister Luis Esteves que sempre mencionou, e alguns até disseram que era mera ilusão, que tinha intenção de formar guarda-redes para a equipa principal. Aliado à sua visão e trabalho e também a coragem de Sérgio Conceição, foi concretizado esse objectivo.

O prémio deste trabalho foi o aparecimento de um jovem cheio de confiança, de agilidade, de velocidade de pensamento e de reacção e de posicionamento. Não se intimidou, muito pelo contrário, agigantou-se perante tal responsabilidade que lhe fora atribuída.

A qualidade não tem cor, raça, língua ou altura. Se existe merece ser recompensada. Será titular novamente no próximo jogo e agora só depende dele. E não vai desiludir. Está toda uma cidade junta, bem junta aliás, com este jovem. Se cair, estarão lá para o levantar. Sempre assim foi, na terra onde nasceu Portugal.

Vai em frente “rapaz” e impõe-te quebra de vez os preconceitos!

Facebook Comments