Já só se engana quem quer, mas quem duvida ainda que está aqui um prodígio? Vitor Bento tem no nome “São” e não é por acaso…

Há algumas épocas atrás, encheu páginas nos jornais com uma exibição formidável contra o Porto igualmente na Taça de Portugal. Diziam na altura que tinha enchido a baliza. Hoje foi novamente destaque e só se prova uma coisa: que evolução monstruosa que teve entretanto!

Um guarda-redes de fino recorte, estatura média, esguio, ágil, rápido de movimentos e raciocínio. Tem uma bravura e coragem acima da média, intimidando com e sem barba! Num momento de forma incrivel, Vitor São Bento exibe-se ao mais alto nível para todos verem. Hoje a “vítima” foi o Braga, que apenas conseguiu bater o jovem português de penalti. Durante 120 minutos, vimos um guarda-redes com uma classe e mestria acima da média a mostrar o que de bom existe na 2ºliga portuguesa. Este brilha no Farense e está lá para quem quiser ver…

Certo é, e cada vez mais é uma realidade, que o produto português tem muito valor. Não se pode ter preconceitos sobre este tema, é factual. Têm tanta ou mais qualidade que os contratados fora do país, têm tanta ou mais vontade de vencer e quebrar os estereótipos que se criam na nossa sociedade. Não é preciso exportarmos o nosso “produto” para eles terem valor e serem reconhecidos. Podem ser mesmo cá. O exemplo na época passada já foi dado. Trigueira brilhou na 2ºliga, hoje brilha na 1ºliga ao serviço da Académica. Na época anterior foi Marafona a surgir e hoje é dos melhores a nível nacional. Coincidências?

Temos de aprender a olhar para dentro. E acreditem… como São Bento há muitos na 2ºLiga Portuguesa, mas este especialmente… é fora de série!

Facebook Comments